fbpx

“Tempo para amanhã” foi um dos tópicos mais pesquisados no Google pelos portugueses, em 2021

Será que amanhã vai chover ou fazer sol? A julgar pelas pesquisas feitas no Google, esta parece ser uma das grandes preocupações dos portugueses. “Tempo para amanhã” foi o tópico geral mais procurado em 2021. Em segundo lugar, surge “Euro 2020” e, em terceiro, “Sporting CP”. 

Será que amanhã vai chover ou fazer sol? A julgar pelas pesquisas feitas no Google, esta parece ser uma das grandes preocupações dos portugueses. “Tempo para amanhã” foi o tópico geral mais procurado em 2021. Em segundo lugar, surge “Euro 2020” e, em terceiro, “Sporting CP”.

 

Segundo dados divulgados esta semana pelo motor de busca, “Como obter o Certificado Digital COVID?” foi a questão mais vezes colocada no capítulo ‘Como…?’. Apesar de a taxa de abstenção em Portugal continuar alta, houve muitas pessoas a pesquisar por “Como saber onde votar?”. Também há muitos interessados em saber como ganhar dinheiro no TikTok ou como tratar frieiras. 

 

Já na parte de “O que…?”, o TOP 10 inclui as seguintes pesquisas: “O que são Censos?”, “O que sai no exame de português 2021?” ou “O que é creme de leite?”. 

 

Como seria expectável, a pandemia foi um dos focos de interesse dos portugueses, que pesquisaram coisas como “Vacinação COVID”, “COVID 19 Portugal”, “agendamento vacina COVID”, “Confinamento”, “casos COVID hoje”, “sintomas COVID”, “concelhos de risco”, “escolas vão fechar” e “desconfinamento”.

 

“Rogério Samora” foi o nome nacional mais pesquisado, seguido de “Noah” e “Tony Carreira”.  Entre os nomes internacionais mais procurados estão “Christian Eriksen”, “Alec Baldwin” ou “Valentino Lazaro”.

“Big Brother” foi programa de televisão mais pesquisado

O reality show “Big Brother” foi o programa de televisão mais pesquisado pelos portugueses durante este ano, seguido de “Squid Game” e “Bridgerton”. “All together now”, “O amor acontece”,  “The voice kids”, “Lupin” e “Sex Education” também fazem parte da lista de programas mais procurados no Google, em 2021.