fbpx

Isto é sobre ti, não é sobre nós

A linguagem da LCPA tem sofrido algumas alterações, ao longo dos anos. A última vez foi em 2019. Entretanto, meteu-se a COVID-19, confinamentos, isolamentos, lodo e nunca mais tivemos tempo para cuidar da nossa imagem. Não foi mesmo preguiça. Mas como é que este artigo é sobre ti e não sobre nós? 

A mudança tardou, mas não falhou. Temos uma nova linguagem, um novo website, um escritório com uma nova decoração e muitas mais novidades estão para vir.

 

A transformação começou em 2021, com vários brainstormings, uns offline e outros online, mas todos sempre com o mesmo objetivo em mente: a nova linguagem teria de transmitir que estamos cada vez mais próximos dos nossos clientes — aos quais preferimos chamar “parceiros”.

 

Também queríamos transmitir que a nossa equipa é dinâmica, tem um espírito jovem, adapta-se aos desafios e procura constantemente inovar e destacar-se.

Por outro lado, era importante que, com a nova linguagem, não restassem quaisquer dúvidas relativamente ao nosso posicionamento: cada vez olhamos mais para o digital. O digital assume uma grande fatia dos projetos que desenvolvemos. Por isso, é uma área em que apostamos cada vez mais e que assume grande representatividade.

 

Trabalhamos essencialmente no digital, mas não totalmente no digital. Era importante não esquecer isto também. Não poderíamos deixar de fora nenhum dos nossos estúdios: digital, criativo e produção. Durante todo o processo criativo, não nos poderíamos esquecer que também temos muitos projetos fora do digital e que todos, sem exceção, nos deixam muito realizados e motivados.

 

Era importante que a mensagem principal e as sub-mensagens (por assim dizer) ficassem bem vincadas na nova linguagem e que fluíssem de forma natural.

O que fizemos para lá chegar?

A equipa de design começou por fazer pesquisas e análises do que está a ser feito no mundo das artes gráficas e do digital e toda a mensagem que queríamos passar, bem como deixar vincado o nosso propósito e abordagem. Todos os designers intervieram nessa parte, para haver inputs diferentes e uma base ampla.

 

Após essa fase, distribuíram-se as tarefas restantes em função dos pontos mais fortes de cada designer.

O que foi mais desafiante e mais simples durante o processo?

O mais desafiante foi conciliar o projeto da nova linguagem com os projetosdos nossos clientes e fazer tudo às escondidas da restante equipa, para ser surpresa na apresentação. A escolha da fonte tipográfica também foi um desafio, pois queríamos que fosse algo com impacto e personalidade.

 

Pelo contrário, a escolha da paleta cromática não foi complicada, pois sabíamos bem o que queríamos: cores mais vivas, mais vibrantes, que representassem a personalidade da LCPA e o facto de estarmos cada vez mais vocacionados para o digital.

 

A apresentação da nova linguagem foi o mais simples, pois a equipa de designers sentia-se confortável e confiante no trabalho desenvolvido e no resultado final. E tudo correu tão bem que até houve alguns colegas a emocionarem-se (com lágrimas, mesmo), quando viram a nova linguagem pela primeira vez!

A LCPA é parceira em vez de fornecedor: como assim?

O propósito da LCPA é o sucesso dos seus clientes, levar as suas marcas ou negócios para o próximo nível. Por isso, assume-se como parceira dos seus clientes e não como um fornecedor.

 

A nossa missão é compreender os objetivos e necessidades dos seus clientes e apoiá-los no seu crescimento, seguindo uma abordagem P2P.

 

Esta nova linguagem, sobretudo o seu mote — YOU ARE WE —, visa destacar esta visão da empresa. Queremos ser ainda mais próximos dos nossos parceiros e passar essa mensagem a futuros clientes, permitindo uma maior facilidade de identificação e empatia entre as partes e o nosso posicionamento, auxiliando-os na escolha do novo parceiro de comunicação.

P2P: o que é isso?

A abordagem “P2P” (Peer-to-Peer ou People-to-People) funciona de forma a que os indivíduos contactem diretamente entre si, na troca de produtos e serviços. “P2P” significa de pessoa para pessoa e não envolve relação entre empresas.

 

Este é um termo muito amplo, popularizado pelo sistema de partilha de arquivos Napster, originalmente lançado em 1999. O movimento peer-to-peer permitiu que milhões de utilizadores da Internet se ligassem “diretamente”, formando grupos e colaborando entre si.

 

Muita coisa mudou desde 1999, mas a essência desta abordagem continua a mesma. Para ter sucesso com o modelo de negócios P2P, as empresas devem melhorar a relação com os seus pares, promovendo uma boa comunicação e satisfação mútua aliadas a uma tecnologia que permita esse tipo de modelo em alta escala.

 

É precisamente isto que a LCPA procura todos os dias. Melhorar a relação com os seus parceiros e arranjar formas de estar cada vez mais próximos deles (ou estaremos a falar de ti?) e dos seus propósitos e, quando não é possível uma proximidade física, arranjamos maneira de chegar até eles e até ti de outras formas.

 

YOU ARE WE!

Social Media Manager / Copywriter