Design de Interação - Os valores para o sucesso!

O Design de Interação está relacionado com o comportamento humano. Trata-se da satisfação das necessidades e objetivos das pessoas que interagem com um produto ou serviço. Neste artigo, vamos identificar quais são os seus valores e o que precisas ter em mente para criares um produto de sucesso!

Quais são os Valores no Design de Interação?

Existe um conjunto de valores no Design de Interação, desenvolvido para atender às necessidades do teu público-alvo, da sociedade e do planeta. Como designers é importante criar projetos de valor que sejam:

 

 – Éticos

 – Intencionais 

 – Pragmáticos

 – Elegantes

Valores Éticos

A palavra ética é usada para caracterizar as normas, valores, disposições e costumes que as sociedades humanas criam para diferenciar o que é certo e errado, o que podemos e o que não podemos fazer.

 

No Design de Interação, os designers são confrontados com estas questões éticas quando é solicitado a projeção de um sistema que apresente um impacto fundamental na sociedade. Este impacto pode estar relacionado com o efeito que o produto tem sobre os outros e que às vezes é difícil de calcular.

E de que forma podemos garantir a ética no design de interação?

É importante ter em consideração os efeitos e danos causados pelo projeto. Este não deve prejudicar o utilizador ou os indivíduos envolventes, deve servir, no mínimo, para minimizar os danos. Estes possíveis danos podem ser:

 

 – Interpessoais: Perda de dignidade, insulto, humilhação

 – Psicológicos: Causar confusão, desconforto, frustração

 – Físicos: Dor, lesões, morte, comprometer a segurança

 – Ambientais: Poluição, eliminação da biodiversidade

 – Sociais: Exploração, Injustiça

Como evitar estes danos?

Para evitar danos interpessoais e psicológicos é fundamental compreender e estudar o público-alvo e investir em criar soluções que apoiem a inteligência e as emoções humanas. 

 

Evitar consequências físicas requer ter a perceção dos fatores que podem afetar a integridade física ou mental e o uso adequado dos elementos de interface

 

Os dois últimos tipos de danos são significativos para o futuro da sociedade. É essencial garantir a sustentabilidade e arranjar estratégias para reduzir os problemas sociais e ambientais.

Valores Intencionais

A chave para garantir o sucesso está na compreensão dos objetivos e motivações do utilizador. A pesquisa do público-alvo é essencial para criar um produto que o apoie nos seus pontos fracos e eleve as suas habilidades.

 

Quando as empresas tomam como base o utilizador, tendem a prestar mais atenção às respetivas tarefas do que aos objetivos, o que pode causar um software excelente que executa uma ação, mas que falha a nível crítico e comercial. Há que eliminar as tarefas irrelevantes e simplificar as ações.

Valores Pragmáticos

Um produto deve ser construído para ter valor. Neste caso, é necessário que ofereça benefícios para os seus utilizadores. Visto isto, é fundamental que os requisitos e questões técnicas sejam levados em consideração no decorrer do projeto. 

 

Deve haver um diálogo ativo entre o cliente, engenheiros e designers para criar limites firmes e áreas flexíveis, o que origina uma relação de confiança e respeito mútuo, que beneficia o desenvolvimento do projeto.

 

Os designers, recolhem uma pesquisa detalhada qualitativa sobre o cliente e ganham uma perspetiva única, apagando a possibilidade de se basearem em dados estatísticos que não compreendem o comportamento individual do utilizador.

Valores Elegantes

Elegância é definida no dicionário como “Graça, airosidade, delicadeza e distinção aliada à simplicidade e clareza”. Acreditamos que a elegância no design, ou pelo menos no design de interação, incorpora essa referência.

“Menos é mais”

Quem nunca ouviu esta expressão? No design de interação isto significa utilizar apenas o número necessário de telas e widgets para realizar uma tarefa, ou seja, um simples conjunto de ferramentas que permite realizar grandes ações. 

 

No Design de Comunicação, sugere-se resolver problemas com o mínimo de acréscimos e sem aplicar demasiadas distinções visuais que não alterem o significado desejado. 

 

É importante a sensação de união e conexão, no qual todas as partes estejam em equilíbrio e harmonia. Produtos mal projetados, ou não projetados, muitas vezes parecem contraditórios. Isso acontece quando as equipas de desenvolvimento trabalham sobre diferentes princípios de interface sem envolver qualquer comunicação. Esta é a antítese do ideal. O processo de Design focado nos objetivos, no qual os conceitos do produto são concebidos como um todo e refinados internamente, fornece um ambiente ideal para a criação de um design coerente e harmonioso, que se conduz por um único fio narrativo.

Através da análise e reflexão das nossas atitudes práticas conseguimos atingir a consciência da essência do valor de uma ação realizada ou a realizar. 

 

No design é importante identificar estas atitudes de valor colocando como guia o utilizador e a sociedade, sendo assim, mais fácil otimizar e qualificar a experiência do utilizador ao interagir com um produto.

Rita Padinha

Estágio Curricular em Design de Comunicação